Sóbras

domingo, 20 de fevereiro de 2011




Sóbras

O que me resta
Além do corpo vazio
Lavado em desespero?

O que me resta
Além de um coração sofrido
E cheio de respeito?

O que me resta
Além de olhar fotografias
Velhas e nostalgicas?

O que me resta
Além de sofrer por aquela
Vida mágica tão sonhada?

O que me resta
Além de recordar e recordar
Momentos fúteis e minimos?

O que me resta,
Além de te querer bem,
E te fazer carinho?

O que me resta
Além de chorar pelos cantos
E ainda assim amar você?...

Alexandre Augusto

12 Comentários:

Furdunço disse...

mto bom!!!!
vc escreveu um otimo poema.

continue assim!!!
é complicado o fim de um relacionamento,ou coisas do tipo,sempre bate questionamentos como esses

Luis Tonello disse...

É isso aih Alexandre. Wscreveu muito bem. Publique mais...........

rander disse...

ola legal muito bom seu blog. bjs

Ingrid Caroline disse...

escreve muito bem , continue assim , eu sempre vou ler seu blog

Bebel Lima disse...

amei o modo d comovc escreve.
bjs
http://www.bebellima7.blogspot.com/

Pâmela Vidoni disse...

Lindo "sobras" amei o poema, vc tem um sensibilidade incrivel saiba exporar isso. Parabens pelo blog
Sucesso.

http://blog-adversativo.blogspot.com/

armazemdodvd disse...

gostei dos poemas. to seguindo o blog,.segue o meu tbem. abracos
mauricio

Rogerio disse...

o que resta...é apenas para de olhar pra trás...e começar olhar ao longe...belo poema...

Nina Aubasi disse...

Triste, mas ainda assim LINDO!

Nina Aubasi disse...

Continue com seu blog sim... dei uma olhada e é bem legal!

Jordania Eugênio disse...

Ei Alexandre, muito legal o blog, muito mesmo.
Parabéns ...

beijo

Rafael Bardo disse...

nos resta a vida concreta!

 
Poemas e Borboletas © Copyright | Template By Mundo Blogger |