Para o Meu Sertão

terça-feira, 26 de julho de 2011



Boa Tarde, Boa Noite e Bom Dia, depende da hora que você, meu querido, estiver lendo.

Eu quero agradecer, a todas as visualizações, nunca consegui tantas como ultimamente. Hahahaha" Mas como todo bom ser humano, cadê os comentários?
Adoro vocês, espero sempre contar com a presença de vocês aqui. ^^

Hoje vou postar um poema, que eu achei, na minha opnião, o mais comercial, mais literário né? Mais brasileiro vamos dizer assim. Ele foi simplesmente fluindo e dai saiu e deu nisso aqui em baixo.

Beijinhos, Alexandre.

Para o Meu Sertão. . .

Fui passando por verdes campos.
Em margaridas fui pisando.

Quando o sol
Ergueu-se bem ao meio-dia
Cansado, fedendo a suor.
Desejei uma marmita.

A fome doía.
A mente enlouquecia.
Os pensamentos, bem lá
Do pó da mente floria.

A natureza é bonita
Gramas e margaridas.
Barro, no trieiro onde houve;
E onde há ainda peregrinos...

E bem lá atrás;
Bem atrás da minha alma,
Onde as angustias me alucinam.

Existe um rapaz,
Um rapaz louco da cuca.
Que decidiu seguir esses sem fé.

Sem fé e sem misericórdia!
Não como há três dias!
E ainda não encontrei uma moça de fé;
Muito menos a misericórdia de Deus.

Aqui tem verdes campos
Margaridas amarelas.
Mas não tem bons seres humanos.

Do que me adianta uma botija de água
Sem ninguém para compartilhar?
Do que me adianta ficar aqui falando,
Sozinho sem ninguém para escutar...

Lá no meu sertão não era assim,
A botija de água salobra se dividia em seis.
A marmita de arroz e feijão se dividia em seis.

Espero no Deus lá do sertão
E se no destino mandado por ele
Eu não conseguir chegar.

Quero que meu corpo caia
Sobre o barro pisado
Desfalecendo-se em lentidão
Até eu me ver voltando...
Para o meu sertão.

Alexandre Augusto

7 Comentários:

Wagner L. Moreno disse...

Palavras muito bem colocadas! abçs

http://radiowebsafira.blogspot.com

Ana Wanderick disse...

seguindo seu blog ^^
segue de volta?
http://luckydayss.blogspot.com/

Beijos!!

Only Myself disse...

Esse sem duvida é um dos seus poemas mais maduros e fortes, já é um dos meus favoritos junto com "Sobras", "Sem titulo" e outros...
De onde vem a inspiração? Acho que ela vem de tudo o que você já viveu e já sonhou, portanto nunca pare, porque você é uma luz no escuro.
bejos

Bidubidu disse...

Olá adorei seu Blog, e já me tornei seguidor.
me siga também
http://bidubidu.blogspot.com/
e seu comentário no Blog é muito importante para nós. visite o nosso site também
www.bidubidu.com.br

Lulis Paz disse...

Tens talento com poemas, e lembrou-me uma referência ao Guimarães Rosa :D

to te seguindo, se puder segue de volta e comenta :D

www.luliskd.blogspot.com

Colecionadora de esmaltes disse...

Boa tarde Alexandre.
Obrigado por me seguir...
Adoro poema tb..rsrs
Abraços

Mateus disse...

é, realmente é um fluxo de pensamento, não consegui captar o objetivo do poema (se é que foi escrito com algum...).

Eu não escrevo poesia, mas sim prosa. Passa no meu blog se tiver um tempo: 123acao.wordpress.com

 
Poemas e Borboletas © Copyright | Template By Mundo Blogger |