Delirio

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Olá meus queridos.
Como vão vocês? Hahahaha É até engraçado cada vez que posto um poema novo dou uma explicação que desapareci?  Uau... Não irei mais fazer isso.
Mas não posso deixar de comentar o novo layout, tenho que agradecer a uma querida amiga minha que me torrou o saco para deixar o blog mais claro. Enfim, achei que ficou bem melhor que antes, falta alguns detalhes, mas nada de mais...

Mas aqui está um novo poema que fiz a pouco tempo. Achei que ele é bem louco, insano talvez, mas representa muito de meus momentos.

Beijos para vocês, fiquem na paz!


Delirio

Uma vez
Quando dormi, acordei...
Lá no mundo das nuvens.

Foi tão estranho
Lá mesmo aconteci, mergulhei
Na delicia branca das nuvens.

De mentira?
Será que morri? Gargalhei
Tanta fumança de nuvens.

Ardiam meus olhos.
Maldita a luz que seguirei
Visão tão turva.

A culpa é das nuvens...
Ai que delicia, essa sensação!
Embreagado de prazer...

A culpa é das nuvens...
Que saia da minha boca
Parava nos meus olhos, ver, verdes...

Gargalhei...
Lacrimejei...
Me acabei...

Alexandre Augusto

2 Comentários:

Only Myself disse...

Ei não desapareça do blog que eu te puxo as orelhas!!!
Tão lindo o poema, meio louco mas pra mim fez sentido me senti nas nuvens respirei o ar e fui além....
kkkk tenho certeza que ele despertou pensamentos diferentes na gente, no entanto é isso que eu adoro em seus poemas posso até não sentir o mesmo que você sentiu ao cria-lo, mas de uma maneira ou de outra sempre me identifico com eles!!!
Beijinhos meu grande amigo!!

SnAKe! disse...

o layout ficou lindo!
beeeem melhor mesmo!
aiai... as nuvens! não sei pq, me trazem paz.. ^^

 
Poemas e Borboletas © Copyright | Template By Mundo Blogger |